A Mente Transborda. A Boca Também.

05 outubro 2015
Tem lugares que nos surpreendem. Por isso estou escrevendo esse texto.

Estou bem longe de ser algum crítico de gastronomia. Algum jurado do Masterchef. Tanto que em minhas avaliações se sobressaem dois sabores: bom ou ruim.

Mas sempre gostei de experimentar novos restaurantes, pratos, drinks, essas coisas todas. E foi assim, dia desses, que parei com a minha esposa* eterna namorada no Bistrô Bonne Journee (estou deixando Journée sem acento mesmo, como estava na porta).

Geralmente ficamos na dúvida pra onde ir e acabamos sempre nos mesmos lugares – na maioria das vezes por não lembrarmos de nada diferente na hora da fome (precisamos começar a anotar).

Daí, dessa vez, calhou fome e volta do trabalho e, para nossa agradável surpresa, entramos nesse restaurante que fica no caminho de casa.


O ambiente é super tranquilo e a decoração do lugar bem legal, num estilo simples de menos é mais.  O garçom foi gente boa também e, acho que por não estar muito cheio, deu o couvert na faixa pra nós. Um pãozinho com ervas e uma pasta de berinjela bem top, que só melhorou com um pouquinho de azeite. Pra beber, como não somos do vinho, pedimos água e Coca-Cola mesmo.

Depois (agora que complica meu post, nunca lembro os ingredientes dos pratos que comemos), de entrada, pedimos um carpaccio de atum com um molho de laranja muito bom. Tinha outras coisas também que não vou saber explicar e a foto está aí pra mostrar.

Como disse, não sou crítico gastronômico e nunca imaginei que ia escrever sobre isso, então não gravei/decorei as coisas que pedi.


De prato principal, pedimos dois (sempre escolhemos juntos e trocamos os pratos haha). Filé mignon com um molho que jamais vou recordar acompanhado de batatas rústicas no alho caramelizado. Gnocchi de abóbora japonesa com linguiça toscana artesanal e molho de alguma coisa com funcho.

Ambos os pratos estavam deliciosos, mas nosso preferido foi, sem dúvidas, o gnocchi. Estava tudo na medida certa, desde o molho até o enfeite do manjericão.

E o preço, que muitas vezes assusta, dessa vez também surpreendeu. Não gastamos mais de 120 reais. Isso com o serviço já incluso.

Tá aí um lugar que com certeza vamos voltar para experimentar novos pratos. Prometo que tentarei guardar todos os ingredientes dessa vez.

Joca O.

Como é estranho te chamar de esposa, Bianca =)

2 comentários

  1. Hahaha! Que fofo! Mas casamento certo é assim mesmo, pra sempre namorados. Achei o restaurante simpático pelas fotos. Adoro quando eu entro em um restaurante diferente e me surpreendo, tanto com a comida quanto com o preço. Gostei do post!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  2. Meu deus, esse post foi para me deixar com água na boca. Sou igual você, só sei dizer se é bom ou ruim, e meu paladar é meio infantil sabe? Mas adoro conhecer lugares novos!

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir

 
Jéssica Bellisoni | Base por Michelly Melo .