Resenha: Apenas um ano, Gayle Forman

28 julho 2015
Depois de ler Apenas um dia, você é quase obrigado a ler Apenas um ano. Com um final que te deixa totalmente curioso sobre o que acontece depois, imagino que são poucos os que não procuram a “continuação”. Se quiser ler a primeira resenha, é só vir aqui.

Em Apenas um dia vemos a história de Allyson e qual sua reação, objetivos e mudanças depois daquele dia que passou em Paris com Willem. Em Apenas um ano, entramos no mundo de Willem, começamos a entender sua história, seu relacionamento com a família, suas perdas e como foi parar nessa vida de viajante.

Gostei mais dessa parte da história do que da parte vivida por Allyson. Com Willem e sua história, entendemos sua necessidade de sempre estar em lugares novos, com pessoas novas e, pelo menos em mim, deu uma vontade louca de sair viajando por aí.


Quando Willem percebe que aquele dia em Paris foi especial e que Alysson não saia mais da sua cabeça, Willem começou a reparar em muitas coisas que antes passavam despercebidas. Em como sua relação com a mãe, sempre tão distante e fria, na verdade era de muito cuidado e amor. Em como seus amigos sempre estariam do seu lado, mesmo nos momentos de loucura onde os seus planos nem faziam tanto sentido assim. E o mais importante: como os acidentes, que sempre acreditou que fossem os culpados por guiar seus caminhos, eram na verdade todos frutos de suas próprias escolhas e que o seu destino estava na sua mão, na medida do possível.

E no meio de tudo isso, sua busca por Allyson – ou Lulu, como ainda não sabe seu verdadeiro nome – que acabaram levando ele a entender todas essas coisas, nos deixam cada vez mais ansiosos pro momento onde finalmente os dois poderiam se encontrar. E da até pra bater as histórias dos dois livros – e dos dois personagens, consequentemente – e ver o quão perto eles chegaram algumas vezes e como tudo na vida acontece só quando tem que acontecer. Quando estamos preparados pra isso.


É realmente um livro muito bom, recomendo demais! Conseguimos aprender várias coisas, junto com as descobertas do Willem e nos envolvemos na sua história com o passar das páginas. Em alguns momentos, achei que ficou um pouco cansativo... mas isso porque não via a hora de chegar no ponto da história onde Apenas um dia terminou.

6 comentários

  1. Oiiie!
    Adorei a resenha e já coloquei os 2 livros na minha wishlist literária!

    Beijos!
    Blog Bianca Schultz

    ResponderExcluir
  2. Não conheço esses dois livros, mas li as resenhas e fiquei morrendo de vontade de comprá-los rs.
    Adoro esse tipo de história, sabe? E ultimamente ando precisando me distrair...
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa

    ResponderExcluir
  3. Eu conhecia o primeiro "Apenas um dia", apesar de não te chegado a ler. Esses livros, parece ser bem envolventes e emocionantes mesmo. Já quero começa a ler os dois *-*
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  4. Estou louca pra conferir os dois livros *-*
    Adorei sua resenha, querida.

    www.faroestemanolo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente amo os livros da Gayle! Ainda não li esse :(
    www.blogdaisa.com

    ResponderExcluir
  6. Que bacana a história, o livro parece ser bom, mas eu acabei de comprar alguns e tô com outros tantos na lista da vida :~


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir

 
Jéssica Bellisoni | Base por Michelly Melo .