Rosas nos espinhos

18 outubro 2013
Ás vezes vejo sofrimento nas pessoas e queria muito poder ajudar. Não aquele sofrimento que as pessoas fazem questão de mostrar pro mundo todo. Aquele tipo que se vê no olhar, que se esconde atrás do sorriso.
Eu já passei por muita coisa ruim na vida. Não to dizendo que vivi o que tem de pior no mundo, mas passei por tempos difíceis. Tempos em que não acreditava em nada e achava que estava completamente sozinha e que tudo o que podia dar errado, estava dando.

Mas não é assim. Não sei porque essas coisas acontecem, não tem uma formula pra fazer tudo ficar bem, não vai aparecer uma fada madrinha e mudar sua vida. Mas você pode se esforçar pra mudar sua vida. Aquele papo de que a mudança começa dentro de você é a mais pura verdade. Ás vezes você tem um problema que não tem solução. É, ele nunca vai embora. O que você vai fazer? Simplesmente desistir? Você devia aprender a lidar com isso.
A viver com esse problema. Ignorando, se for preciso. Como agir depende só de você, também. Mas a questão é essa: tenta. Se esforça. Pensa em outra coisa, faz outra coisa, seja positivo. Isso dá resultado sim. Porque se você não pode mudar as coisas ao seu redor, você pode mudar você mesmo. E digo por experiência própria: vale a pena tentar. Quando você tá na merda, você sempre pensa no pior e que as coisas não vão melhorar. Mas começa a ter um pouquinho de fé. A pedir paz interior, calma, sabedoria e todas essas coisas... começa a acreditar que isso funciona e que você pode se sentir melhor, mesmo com os problemas ali do lado. Juro que funciona. E aí, quando você estiver bem com você mesma, quem sabe não encontra um jeito de resolver as coisas. Ou quem sabe simplesmente não deixa de se importar. Não importa o tamanho do problema, só tenta ficar bem com você mesmo e com a vida.
"Algumas pessoas reclamam que rosas tem espinhos; eu sou grata que os espinhos tem rosas."

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Jéssica Bellisoni | Base por Michelly Melo .